to coda

domingo, 10 de agosto de 2008 às 17:11

etiquetado como

to coda

em castelo branco regam-se as nuvens com o suor das mãos, enquanto se carregam as vidas de cima para baixo, na azáfama desconhecida que resguardamos no corpo do outro que se deita ao nosso lado, esta noite e as outras que lhe antecederam, enrolados no fastio da cidade farta e gasta, solta-se sem querer um abraço que nos atira p'lo ar.



J + LA Woman @ CB

1 Comentário:

Têm sido tempos maravilhosos, estes.

Obrigaste-me a aprender o que é um "coda" e descobri que o "teu" Beethoven era um mestre na sua utilização.

<3

Publicar um comentário