podemos sempre embrulhar-nos nas mãos

sexta-feira, 23 de novembro de 2007 às 10:48

etiquetado como

podemos tropeçar, embrulhar e brincar ao desembrulha, puxar e sentir as unhas que se cravam na pele, despir os dedos e vesti-los nos teus, criar cadeados nas mãos entrelaçadas e em quebrá-los em seguida, no último sopro antes do próximo suspiro, gemido.

e quando acordares, escreve-me com saudades.

vemos-nos noutra vida, talvez noutro quarto.

J

PS: clichês.. clichês...

Publicar um comentário