Take a bottle, drink it down and pass it around..

sexta-feira, 25 de janeiro de 2008 às 12:45

etiquetado como

Sexta, 2 de Abril de 2004

Fico aqui a ver as estrelas e tu cresces sobre tudo,
Sobes pelo vento, maior que a vida e ficas aí,
Olhas de cima como se fosse tudo natural,
Tudo normal,
Sei, já cheguei lá.
- Incerteza, não ser, ou talvez.
Agarra os turbilhões de luzes que passam,
Agarra-te firme e puxa,
puxa com força e talvez uma caia
e fique contigo.
Não sei porque e nem sei se deva saber,
mas desenterrar tesouros na areia,
trocar a minha mão com a terra,
agarrar-me a ela e sentir,
isso.
a terra
e ficar ali,
a sentir o sal na boca,
e espreguiçar os lábios em ti.

Deixa-te ir com a maré,
fecha os olhos e vê o que quiseres ver,
é um rio isto de vida,
vai corre passa e ultrupassa,
enche e vaza.

e sentes…
a terra move-se e abre-se como se para te abraçar.

descobrem-se coisas giras na net. achei isto aqui.


J

Publicar um comentário