o corpo a tremer

quinta-feira, 20 de setembro de 2007 às 13:29

etiquetado como

gostava de te despir todos os dedos, segurar-te, morder as tuas ancas, subir para o teu pescoço, o cheiro dos teus cabelos, a percussão dos teus ouvidos, um não saber, o desconhecido do resto do tempo, da eternidade estampada no teu sorriso e tu, igual à imagem que guardei de ti, e eu, agarrados, na velocidade do desejo em sintonia com o teu corpo, belo, único, igual à gula que sinto.

seria tudo mais fácil. e quero.

guardo o futuro para breves ideias que espero durarem eternidades nas tuas mãos.


J

Publicar um comentário