preguiça sem juros

segunda-feira, 3 de março de 2008 às 16:36

etiquetado como

relâmpago fácil.

és feita cometa que rompe a calma noite,
fogo que comove a música dos meus lábios.

encosta-te lenta,
desmaio subtil,
a preguiça sem juros,
economia de palavras.

soltas amarras e baixas âncora,
cais de costas esgotada,
frágil derrota,
o teu peito aberto,
pernas rasgadas,
tudo uma descoberta
perfeita.

- é tarde, mas o nosso vício sempre foi o riso sincero.


J

Publicar um comentário