estremece

terça-feira, 6 de julho de 2010 às 01:29

etiquetado como


Nick Cave - Stagger Lee
Escorregar as gargantas na lâmina romba,
gume de olhar nos olhos ébrios,
o sentir a corrente que nos arrasta os pés
que tomba a verdade na sombra dos nossos corpos,
cálices vazios, transborda o desejo,
o anseio.

Disse,
e ela deslizou a cabeça para trás enquanto despia os dedos pelo peito.

Azul que desintegrava os trinta anos rasos,
nos braços afogados, decepados e enterrados em vasos,
espectáculo grave e solene,
funeral e enterro e velório,
gritavam o nosso nome, um corvo perene,
e um padre, e o açougue.

Lacrimejavam pequenas esferas de sangue,
- perfeitas
despejavam as vísceras no chão ao passar da carroça fúnebre.


E deixavam a largura da infância pela cintura,
naquela viagem interstelar que interrompe o mundo,
assombro da alma, a estocada e o golpe,
o coração no penhasco, de saliva na boca,
arreio das estrelas e do oceano profundo.

- na palma da mão o chão estremece.


J

Publicar um comentário