Título IX

sexta-feira, 1 de junho de 2012 às 02:04

Pensava ser o único momento ressonante que enrolavas nos dedos com a absurda noção do sorriso que registavas no espaço-tempo, mas a frágil figura alada imprime sempre a sua memória nos nós que estropiam a razão — puta do cais e travesti de cabaret.

Ergues a taça acima da coroa e gemes vitória.

J

Publicar um comentário